Nossa História

 
Vereadores da Primeira Legislatura 1993/1996
Primeira Legislatura 1993/1996

A primeira Legislatura 1993/1996 da Câmara Municipal de Anahy, tomou posse em 1º de janeiro de 1993 e participaram da constituição da assembléia constituinte municipal para promulgação da Lei Orgânica do Município e do Regimento Interno da Casa.
A primeira Legislatura foi composta:
SANTINO RODRIGUES - Presidente
LEÔNCIO JOAQUIM DA SILVA - Vice-Presidente
GLAUCI DE PAULA - 1º Secretário
LEVI SIQUEIRA DE SOUZA - 2º Secretário
EDSON PERES PFEFFER - Vereador
ANTONIO DE FREITAS - Vereador
AZIZIO MARTINS DE OLIVEIRA - Vereador
IRENE MORAIS FABRIS - Vereadora
LEONARDO UHDRE - Vereador

Primeira sede da Câmara Municipal
Primeira sede da Câmara Municipal (1993)

O Município de ANAHY, então distrito de Anahy, ligado ao município de Corbélia, após o consulta popular e plebicito, ´por intermédio das lideranças municipais e estaduais, foi realizada a emancipação político-administrativa do Município de Anahy, ocorrida em 1992, através da Lei Estadual nº 9292 de 11 de junho de 1990.
A Câmara Municipal passou a ter usa primeira sede na instalação da primeira Legislatura 1993/1996, em prédio locado do senhor Milton Simões, localizada na avenida Paraná, 234.

Pioneiros de Anahy
Pioneiros de Anahy

A história de Anahy está ligada à cultura cafeeira e a fertilidade de suas terras.
A COBRINCO – Companhia Brasileira de Imigração e Colonização, era a colonizadora das terras. O primeiro nome dado a localidade, em 1.959, foi Pingo de Ouro, mas o nome foi mudado em homenagem a uma das filhas do gerente da Companhia que tina o nome de Anahy.
O Município de Anahy foi colonizado por duas frentes: Sulistas e Nortistas. Sabedores da fertilidade da terra e em busca de um futuro melhor, no ano de 1.950, chegou aqui um dos primeiros pioneiros: o Srº Ricardo Pfeffer, juntamente com sua esposa Matilde Hake Pfeffer, que adquiriram da COBRINCO, 13 alqueires de terra, e passaram a dedicar-se ao plantio de café.
“Conta o Srº Ricardo, que quando abria picadas no mato, passava em um rio em que havia muitos porcos do mato, então matou dois deles, e a partir daí, o rio passou a ser chamado de Rio dos Porcos”.
Ainda desabafa: Era um tempo difícil, mais deixou saudades.
Em 1.955, chegaram novas famílias, vindas de Minas Gerais e São Paulo, as famílias de Antonio Felisberto, Sebastião Miguel e Antonio Mazzocatto, que fixaram residência em Anahy. As primeiras casas de comércio estabelecidas em Anahy, foi no ano de 1.959, que pertenciam aos Srs. Antonio Mazzocatto, José Guerra e a Pedro Ladaniski, neste ano houve uma seca muito grande, e a agricultura sofreu muito com isso.
Demonstrando grande religiosidade e fé, Srº Ricardo, juntamente com os demais colonizadores, construíram a primeira Capela em louvor a Sant’Ana, padroeira da Cidade.
Contam-se que Antonio Mazzocatto, se apaixonou por Ana, filha de José Guerra, a qual era muito religiosa, mesmo não se casando com Ana, Antonio em homenagem a ela, atribuiu a Padroeira do local o nome de Sant’Ana.

 

 
 
 
Horário de atendimento das 8:00 às 12:00 e das 13:30 às 17:30.
Rua Marechal Rondon, 255 - Centro - Cep 85425-000 - Anahy - Paraná
(45) 3249-1155
camara@camaraanahy.pr.gov.br